HISTÓRICO

O Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo, antes denominado Ordem dos Economistas de São Paulo nasceu, em 11 de janeiro de 1935, numa das salas de aula da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo - FACESP (Álvares Penteado).


Da assembléia de sua fundação participaram 22 bacharéis em Ciências Econômicas, todos integrantes da primeira turma de formandos da citada Faculdade, que honraram assim compromisso firmado nesse sentido, em 19 de novembro de 1934, ao tempo em que ainda eram estudantes.


No mesmo ano da fundação (1935), a Ordem dos Economistas de São Paulo, então com 34 associados, requeria junto às autoridades e obtinha, por carta de 15 de janeiro de 1936, o reconhecimento como sindicato profissional, passando a denominar-se Sindicato Ordem dos Economistas de São Paulo.


Com a mudança, em 1940, da legislação que regulava a atividade sindical no País, a Ordem teve de adaptar-se à realidade vigente, aprovando novo estatuto e alterando  a denominação para Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo. Desta forma, passaria a ser reconhecida como "sindicato representativo da profissão liberal dos Economistas", por carta sindical expedida em 26 de setembro de 1941 pelo Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.


Mais tarde, em 1971, ainda para atender a exigência da legislação sindical, o Sindicato dos Economistas aprovou novo estatuto, que obteve, igualmente, a aprovação da Delegacia Regional do Trabalho em São Paulo, em 26 de setembro desse mesmo ano.


No vídeo abaixo, mensagem comemorativa dos 80 anos de criação do Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo, em 11/01/2015.