Área do Associado
FAQ
Institucional História O Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo - SINDECON-ESP -, no início chamado de Ordem dos Economistas de São Paulo, foi criado em 11 de janeiro de 1935, numa das salas de aula da Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo - FACESP - Álvares Penteado.

Da assembleia de sua fundação participaram 22 bacharéis em Ciências Econômicas, todos integrantes da primeira turma de formandos da FACESP. Esses jovens assumiram o compromisso de instituir o sindicato em 19 de novembro de 1934, ao tempo em que ainda eram estudantes.

O reconhecimento como sindicato profissional veio ainda em 1935, a Ordem dos Economistas de São Paulo, então com 34 associados, requeria junto às autoridades e obtinha, por carta de 15 de janeiro de 1936, passando a denominar-se Sindicato Ordem dos Economistas de São Paulo.

Com a mudança, em 1940, da legislação que regulava a atividade sindical no País, a Ordem teve de adaptar-se à realidade vigente, aprovando novo estatuto e alterando a denominação para Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo. Desta forma, passaria a ser reconhecida como "sindicato representativo da profissão liberal dos Economistas", por carta sindical expedida em 26 de setembro de 1941 pelo Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.

Mais tarde, em 1971, ainda para atender à exigência da legislação sindical, o Sindicato dos Economistas aprovou novo estatuto, que obteve, igualmente, a aprovação da Delegacia Regional do Trabalho em São Paulo, em 26 de setembro desse mesmo ano.

A história do SINDECON-SP se mistura com o crescimento e desenvolvimento da profissão no estado de São Paulo, além de contribuir para cada vez mais tornar o economista o profissional que é hoje. Ao todo são mais de 80 anos trabalhando em prol da categoria. Saiba mais sobre a história do SINDECON-SP, assista ao vídeo.


Tel.: (11) 3872-9880 Rua Alfredo Pujol, 285 - 10º. andar - Cj. 102 Santana - São Paulo - SP
© SINDECON-SP. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo do SINDECON-SP. Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei. All rights reserved.